Imagem Ilustrativa
 

10 atitudes para economizar no seguro do carro
Data de publicação: 22/07/2013

economizar no seguro do carro 620x412 10 atitudes para economizar no seguro do carro

 

Lista aponta tudo o que você precisa fazer para encaixar o valor do seguro do automóvel no seu orçamento

Modalidade de serviço que se compra torcendo para nunca precisar utilizar, o seguro de carro deve ser levado em consideração desde o momento da compra do automóvel. Na prática ele é um item obrigatório para todos os proprietários de carros, especialmente os que vivem nas grandes cidades do país.

 

Existe uma grande oferta de seguradoras, que oferecem benefícios e serviços adicionais que vão além da “simples” missão de proteger o seu bem. Algumas empresas disponibilizam serviços domésticos, como eletricista, encanador, chaveiro 24h e até consulta veterinária gratuita. Mas é lógico que estes tipos de benefícios impactam diretamente no preço final do seguro. Portanto, quando for comprar o seguro é bom ficar atento aos detalhes e ao que realmente você necessita.

 

Para te ajudar a pagar menos pelo seguro do seu carro, preparamos uma lista com algumas recomendações que certamente vão te ajudar a economizar na hora de contratar o seguro do seu automóvel. Confira!

 

1 – Carro na garagem: Evite expor o carro a riscos, isso ajuda a baixar o valor do seguro. Quando se deixa o carro em estacionamentos e garagens a chance dele estar envolvido em um acidente, ser roubado ou furtado é menor. Em alguns casos, ter garagem em casa reduz em até 20% o preço da apólice.

 

2 – Rastreadores diminuem o preço: Dispositivos antifurto, como rastreadores, colaboram para reduzir o custo do seguro. Isso porque eles facilitam a localização do carro em caso de sinistro e diminuem o risco da seguradora. Porém, a instalação destes só vale a pena se forem oferecidos pela própria companhia, que instala de graça em carros com altos índices de furtos e roubos, aumentando o valor de desconto no seguro.

 

3 – Jovens motoristas, condutores casuais: A falta de experiência de motoristas na faixa etária entre os 18 e 25 anos aumenta a os riscos. Seguro em nome de pessoas neste perfil tem um preço mais alto. Caso o jovem utiliza pouco o veículo, classifique-o como um condutor eventual (que utiliza o carro no máximo 15% do tempo), mas nunca omita informações à seguradora. Se em caso de sinistro com o jovem ao volante e ficar constatado que é ele quem utiliza o veículo por mais tempo pode-se perder o direito a ressarcimento.

 

4 – Cobertura adequada às necessidades e ao bolso: Avalie sempre os itens que são necessários para você. Existem modalidades de seguros parciais, de responsabilidades facultativas e contra terceiros. Para evitar surpresas é melhor optar pelas coberturas completas, esta é a melhor forma de economizar sem preocupação. Fique atento a outros serviços e comodidades oferecidos pelas seguradoras, como serviços domésticos, chaveiro 24h, carro reserva e etc. Analise todos e elimine os que não são adequados ao seu perfil.

 

5 – Desenvolva a “síndrome” do bom motorista: Não registrar sinistros durante o seu relacionamento com a seguradora lhe rende bônus (descontos) na hora de renovação da apólice. Os bônus pertencem ao segurado e podem ser aproveitados em qualquer seguradora que escolher contratar. Algumas empresas concedem descontos para motoristas que não possuem pontos na carteira. Portanto, além de colaborar para um trânsito melhor, evitar multas também se torna um grande negócio!

 

6 – Franquia que cabe no bolso: Confira as condições de sua franquia. Existem três modalidades: a obrigatória (proporcional ao valor do seguro); a facultativa (que é somada à obrigatória e tem como intuito aumentar o valor de franquia para diminuir o valor do prêmio); e por último, a reduzida (que possui valor menor que a obrigatória, mas tem um valor maior do prêmio). Mas preste muita atenção: dobrar a franquia não significa que o prêmio será reduzido à metade. Escolha a franquia mais adequada ao seu perfil.

 

7 – Mentira, nunca! Ao informar o seus dados à seguradora é fundamental repassar informações verdadeiras. Qualquer divergência, mesmo que mínima, para tentar diminuir o valor da apólice pode acarretar em perda do direito ao ressarcimento em caso de sinistro. Arriscar reduzir o valor mediante alteração do seu perfil vai gerar sérios problemas, e as seguradoras possuem rotinas profundas de averiguação de veracidade.

 

8 – Evite acionar o seguro em pequenas colisões: Quando o valor de reparo de pequenas colisões for um pouco mais caro que o valor da franquia, a melhor opção é não acionar o seguro, preservando assim, a classe de bônus. No período acumulado ela renderá descontos no preço do seguro.

 

9 – Pague à vista: Se houver condições financeiras, procure quitar o seguro do automóvel à vista, assim você vai conseguir um desconto maior no valor total da apólice. Caso opte por parcelar o pagamento, procure dividir em um número de parcelas que não possuam juros embutidos.

 

10 – Pesquise as melhores condições e seguradoras: Compare e cote as melhores condições e valores cobrados pelas principais companhias seguradoras. Você pode efetuar a sua pesquisa pela internet.

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Noticias Automotivas


 
Compartilhar Facebook    Orkut    Twitter
 


voltar


 


Encontre seu veículo
Financiamento
  de   ,00